Weby shortcut 1a5a9004da81162f034eff2fc7a06c396dfddb022021fd13958735cc25a4882f

Linhas de Pesquisa

Atualizado em 19/11/14 09:37.

LINHAS DE PESQUISA DO PROGRAMA

I. ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: SANIDADE ANIMAL, HIGIENE E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS (SANHTA)

A. Etiopatogenia, epidemiologia, diagnóstico e controle das doenças infecciosas dos animais
O objetivo desta linha de pesquisa é estudar, em uma perspectiva mais ampla, os aspectos relacionados às doenças causadas por vírus e bactérias nos animais. São investigadas características morfológicas e bioquímicas dos agentes, bem como sua interação com hospedeiros das mais diversa espécies. Pesquisa-se a incidência, transmissão, relações sócio-ambientais, morbidade, mortalidade e perdas econômicas relacionadas às doenças. Ainda, fazem parte desta linha os estudos relacionados ao diagnóstico laboratorial dos agentes infecciosos, além de medidas profiláticas e de controle das doenças infecciosas.

B. Parasitos e doenças parasitárias dos animais
Linha de pesquisa que apresenta duas grandes áreas de estudo. A primeira visa estudar o parasito em todos seus aspectos biológicos, como a morfologia, bioquímica, genética e biologia molecular, características fisiológicas como a nutrição e a reprodução, além das relações ecológicas entre os parasitos e o meio em que vivem. A segunda vertente pesquisa as doenças parasitárias, considerando sua patogenia, epidemiologia, diagnóstico laboratorial por testes imunológicos, morfológicos e de biologia molecular, além da prevenção e controle das enfermidades

C. Enfermidades de importância em saúde pública
São investigadas enfermidades que possam atingir diretamente a espécie humana e que possuam os animais como vetores, portadores ou hospedeiros intermediários. Esta linha de investigação trabalha diretamente com questões de saúde pública, procurando conhecer características dos agentes, da transmissão, da incidência e da prevenção das zoonoses.

 D. Higiene, ciência, tecnologia e inspeção de alimentos
Linha de investigação que abrange as condições higiênico-sanitárias dos alimentos destinados ao consumo de animais e do homem, estudando ainda a higiene de estabelecimentos industriais e de estocagem de produtos alimentícios, bem como as operações sanitárias de abate, processos tecnológicos, métodos de conservação composição e aspectos nutricionais dos alimentos. Em outro viés importante, estuda o emprego de microorganismos indicadores e patogênicos como ferramentas para o controle de qualidade microbiológica dos alimentos destinados ao consumo humano.

 E. Controle de qualidade de alimentos
Procura verificar os diferentes aspectos envolvidos na avaliação da qualidade de produtos e serviços, procurando identificar alterações e direcionar as medidas corretivas a serem aplicadas, definidas e desenvolvidas por meio de exames laboratoriais (microbiológicos e físico-químicos).

 

II. ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: PRODUÇÃO ANIMAL (PAN)*

* Com a criação do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia em 2012, a área de concentração Produção Animal deixou de ser vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal.

A. Manejo e avaliação de sistemas de produção
Nessa linha enfoca-se a investigação de como técnicas de manejo, manuseio, controles e manipulação das diferentes espécies animais afetam os seus índices de produtividade das diferentes cadeias de explorações agropecuárias. Na linha procuram-se estudar os diferentes fatores envolvidos na produtividade de diferentes espécies animais, como: fatores comportamentais, bio-climáticos, de manejo, sanitários, fisiológicos, reprodutivos, econômicos e sociais.

B. Fatores genéticos e ambientais que influenciam o desempenho dos animais
Nessa linha de pesquisa são enfocados aspectos o estudo de características de desempenho produtivo e reprodutivo que estão sujeitos à ação dos efeitos genéticos e ambientais. Dessa forma, a linha procura identificar e quantificar a ação destes fatores que podem contribuir para o aumento de eficiência dos rebanhos animais e aplicar procedimentos estatísticos e de melhoramento, a dados de campo, objetivando inferir a respeito das populações estudadas. Além de proceder à avaliação, seleção e difusão de animais geneticamente superiores visando o aumento da produtividade dos rebanhos animais. A linha ainda busca identificar e caracterizar raças e ou recursos genéticos de animais silvestres e ou domésticos quanto à sua estrutura genético-populacional

C. Metabolismo nutricional, alimentação e forragicultura na produção animal
Essa linha busca estudar os aspectos envolvidos no metabolismo animal desde a ingestão do alimento pelo animal até o estudo dos fatores que determinam suas exigências nutricionais. A linha busca ainda: a determinação e a composição quimico-bromatológica dos alimentos; a quantificação dos valores energéticos dos alimentos para os animais de produção e a identificação e estudo dos aditivos químicos e orgânicos no desempenho dos animais domésticos. A linha de pesquisa visa ainda gerar tecnologia para a melhor utilização de plantas forrageiras na região do cerrado, tanto na forma de pasto quanto na forma de silagem e fenos.

D. Biotecnologia e eficiência reprodutiva animal
Linha de pesquisa relacionada ao desenvolvimento ou adaptação de biotécnicas da reprodução que permitam incrementar a eficiência do processo reprodutivo dos animais. Estuda diferentes alternativas de manejo reprodutivo, tais como protocolos de tratamentos hormonais, efeito do ambiente sobre o processo reprodutivo ou alternativas nutricionais, desenvolvendo conhecimento aplicável aos sistemas produtivos, com o objetivo de melhorar o aproveitamento dos rebanhos, especialmente na região Centro-Oeste do Brasil.

III. ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: PATOLOGIA, CLINICA E CIRURGIA ANIMAL (PCC)
A. Patobiologia animal, experimental e comparada
Tem o objetivo de estudar os aspectos morfológicos, fisiológicos, imunológicos e patológicos das células, tecidos e organismos dos animais. Essa linha engloba investigações nas áreas de histologia, anatomia, embriologia, bioquímica e biologia molecular, imunologia, patologia geral e aplicada, tanto em condições de higidez quanto em alterações provocadas natural ou experimentalmente por agentes mórbidos que atingem os animais e o homem. Procura-se descrever processos e fenômenos em nível macro, microscópico e ultra-estrutural, reproduzi-los em condições controladas e compreendê-los em sua essência bioquímica.

B. Técnicas cirúrgicas e anestésicas, patologia clínica cirúrgica e cirurgia experimental
Linha de pesquisa em cirurgia que apresenta três vieses distintos, porém intercomunicantes no que se refere à preocupação com o bem estar animal e com a melhoria da qualidade de vida dos animais e do homem. No primeiro, procura-se desenvolver novas metodologias de realização de atos cirúrgicos e procedimentos anestésicos, ao propor e testar novos métodos e manobras cirúrgicas, bem como diferentes combinações de drogas, ou mesmo adaptando técnicas utilizadas em uma espécie animal para outra. Também se procura investigar a patologia clínica cirúrgica a partir de intervenções mais especializadas, segundo a espécie estudada, geralmente a partir de fenômenos naturalmente estabelecidos nos animais. Por último, referenda-se por meio da cirurgia experimental o emprego de novos materiais e procedimentos com potencial para a utilização rotineira na cirurgia em animais e no homem.

C. Alterações clínicas, metabólicas e toxêmicas dos animais e meios auxiliares de diagnóstico
Linha que visa investigar modificações do estado de higidez orgânica que sejam reconhecidas pela observação dos sinais e sintomas apresentados pelos animais. Estuda ainda a alteração do estado fisiológico de células e tecidos, induzida por disfunções no metabolismo determinadas por carências ou excessos de nutrientes e/ou metabólitos, bem como intoxicações exógenas ou endógenas. Nesse contexto, a patologia clínica, o diagnóstico por imagem e os demais métodos que permitem a avaliação do estado clínico e metabólico constituem ferramentas sine qua non deste campo de investigação

 

Listar Todas Voltar