Weby shortcut

História

Atualizado em 14/12/16 14:06.

Conceito 5 CAPES

*Cursos Reconhecidos CAPES

A Pós-Graduação em Ciência Animal (PPGCA) é um programa pioneiro no oferecimento de cursos stricto sensu no Centro–Oeste do Brasil. Esta é uma região que possui marcadamente um escasso número de programas de pós-graduação, principalmente quando comparada a outras regiões brasileiras. O PPGCA surgiu da vontade conjunta de diversos docentes da Escola de Veterinária e Zootecnia da Universidade Federal de Goiás (EVZ/UFG) de gerar mais conhecimento e progresso científico para a região.

Foi criado em 1995 com o nome de Programa de Mestrado em Medicina Veterinária, inicialmente com mestrado em uma única área de concentração, Sanidade Animal. Dois anos mais tarde, em 1997, foram concluídas nove defesas da primeira turma de ingressantes. Em 1999 criou-se uma segunda área de concentração, a Produção Animal, para atender a grande demanda regional relacionada ao agronegócio. Em 2002, o programa muda seu nome para Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, tendo início o curso de doutorado. É importante ressaltar a escassez de programas de doutorado nesta parte do Brasil, desequilíbrio que se mantém na atualidade.

Com o crescimento do programa, em 2003, criou-se a terceira área de concentração, Patologia, Clínica e Cirurgia e, em 2005, a quarta área Higiene e Tecnologia de Alimentos. Objetivando uma melhor integração e cooperação entre as áreas, em 2007, decidiu-se pela fusão da Sanidade Animal e da Higiene e Tecnologia de Alimentos em uma única área de concentração que passou a ser chamada Sanidade Animal, Higiene e Tecnologia de Alimentos.

A grande expansão do PPGCA terminou por colocá-lo como um dos maiores PPG do Brasil na sua área. Essa grande dimensão aliada a particularidades da avaliação da área da produção animal, fez com que se iniciasse uma discussão na EVZ/UFG sob a possibilidade de criação de um novo programa vinculado à outra área da CAPES, a Zootecnia. Ao final do ano de 2012, a proposta foi apresentada e aprovada pela CAPES, culminando com a criação do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, com conceito 4. No processo seletivo de 2013, a Coordenadoria do PPGCA decidiu não mais abrir vagas para a área de concentração Produção Animal. Diante desta nova realidade, o programa tem buscado a conclusão dos projetos relacionados à Produção Animal iniciados em 2010, 2011 e 2012 e, no ano de 2016, ocorrerão as últimas defesas dos discentes de doutorado desta área. Até 2016, todos os docentes da área de Produção Animal terão concluído suas orientações dentro do PPGCA. Desse modo, a gradativa extinção da área Produção Animal está determinando redefinições e reestruturações do curso nos níveis de mestrado e doutorado do PPGCA; mas o novo formato que prevê mudança de áreas de concentração e linhas de pesquisa será consolidado no início do próximo quadriênio.

Tendo por fundamento a visão real do momento e ao mesmo tempo inovadora, empreendedora e diversificada, o PPGCA contou com diferentes coordenadores ao longo de sua história, que imprimiram seu empenho em elevar a qualidade do curso: Prof. Guido Fontgallad Coelho Linhares (1995-1996), Profa. Maria Lúcia Gambarini (1997-2000), Profa. Maria Clorinda Soares Fioravanti (2001-2003), Prof. José Henrique Stringhini (2004), Prof. Luiz Augusto Brito (2005-2008), Profa. Maria Clorinda Soares Fioravanti (2009-2010), Prof. Eugênio Gonçalves de Araújo (2011-2012) e Profa. Cíntia Silva Minafra e Rezende (2013-2014). Nesse período, o PPGCA apresentou as seguintes notas pela CAPES, na primeira avaliação em 1997 obteve nota 3, em 2000 nota 4, em 2003 e 2006 nota 5, em 2009 nota 4, e em nossa última avaliação, no ano de 2012, nota 5.

Ao longo de sua história, seus docentes e discentes inovaram e incrementaram práticas e métodos de pesquisa, buscando maior qualificação, melhor contextualização científica e inserção nacional e internacional. A internacionalização docente teve início no ano de 1997 com a Auburn University, Estados Unidos e, desde então, o PPGCA tem estimulado os docentes a buscarem a contínua atualização e o contato com pesquisadores estrangeiros, vinculados a universidades e centros de pesquisa relevantes. Aproximadamente 50% dos docentes permanentes possui estágio pós-doutoral no exterior. Quanto aos estudantes, foi no ano de 2004 que o primeiro discente realizou doutorado sanduíche no exterior, na Universidade da Califórnia (Davis). De forma similar, o PPGCA procura proporcionar aos seus estudantes a oportunidade de qualificação no exterior, utilizando com frequência a totalidade de cotas de bolsas de doutorado sanduiche do PPGCA, bem como solicitando bolsas adicionais.